LEITORES DO NOSSO BLOG - PARTICIPE TB!

23 de fevereiro de 2017

Carnaval, quaresma e Umbanda

Muitos centros de umbanda fecham ou tem o atendimento limitado no período do carnaval quaresma mesmo não sendo datas ligadas a nossa religião. Porque isso acontece?
A dúvida sobre o funcionamento das casas de santo (os terreiros de umbanda) durante o carnaval e quaresma, vem da época que os orixás eram proibidos de serem cultuados e deveriam ser sincretizados com os santos católicos.
Como o período da quaresma corresponde a uma época de reclusão e reflexão dentro da igreja católica, muitos terreiros de umbanda e candomblé ficavam em uma posição delicada junto a comunidade católica e fechavam as portas para não ter problemas com as autoridades locais e com as pessoas em geral, quando poderiam ser acusados de desrespeitosos com a religião católica.
As pessoas consideravam que as casas de santo não deveriam bater tambores ou praticar qualquer ritual na quaresma, a exemplo da igreja católica que deixa suas imagens cobertas por mantos de cor roxa em sinal de respeito, onde os cristãos se recolhem em oração e penitência para preparar o espírito para a acolhida do Cristo Vivo.
Mas devemos lembrar que estes são rituais católicos e não pertencem a religião umbandista.  A quaresma para nós vai marcar apenas o final do ano litúrgico na umbanda, com a chegada da semana santa e da páscoa.

Os terreiros de umbanda precisam parar as atividades na quaresma?

As casas de santo não precisam parar suas atividades durante a quaresma e podem funcionar normalmente, pois não estão ligadas aos dogmas da igreja católica que determinem que não possam fazer atendimento espiritual nessa ocasião.
Certos terreiros de umbanda tem preferencia por trabalhar apenas com Exús e Pombo Giras na quaresma; outras casas de santo preferem trabalhar na linha de Pretos Velhos e Caboclos. Vai depender da linha de trabalho espiritual seguida em cada casa de santo.

Lorogun –  final do ano litúrgico na umbanda marcado pela quaresma





Lorogunlórogún ou olorogum é uma cerimônia ritual que paralisa a maiorias das atividades nos terreiros de umbanda, estimulando o povo de santo e adeptos da umbanda ao descanso coletivo, marcado o final do ano litúrgico.
O lorogun acontece propositadamente no período da quaresma católica, logo depois do carnaval, terminando justamente no sábado de aleluia, onde começa o início do ano litúrgico (Ano Novo) para os frequentadores das casas de santo.
O encerramento do ano litúrgico acontece durante os quarenta dias que antecedem a Páscoa no católicismo, com o Lorogun, em homenagem a Oxalá.


14 de setembro de 2016

QUARTA FEIRA, DIA DO CASAL DO FOGO

QUE A FORÇA DE IANSÃ E A JUSTIÇA DE XANGÔ PREVALEÇAM EM SUA VIDA!!!